Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Xica Margarida

31.10.16

Estou uma verdadeira lontra!

Xica Margarida

Basicamente o que queria dizer era isto: estou uma verdadeira lontra! Pronto, já disse. Agora vou só ali deprimir um bocado...

A verdade é que no início do ano portei-me bem e inscrevi-me no ginásio, nutricionista e diabo a quatro. E correu muito bem. Emagreci 6 quilos. Cumpri objectivos e gostei. Depois veio o verão e pronto, foi a morte do artista. Agora é todo um processo de recomeço. E custa muito... Vamos ver se consigo tornar-me numa verdadeira atleta.

28.10.16

Um dia sem telemóvel...

Xica Margarida

Sinto-me leve (não, ainda não emagreci os 20 quilos que preciso!!), mas sinto-me leve! Deixei o telemóvel em casa e descobri que não me faz assim tanta falta. Antes pelo contrário... Descontraida e despreocupada é como me sinto. Claro, para além de leve. E tenho que aproveitar porque raramente me sinto leve (horror de vida).

26.10.16

The Walking Dead: uma série de mortos vivos sobre pessoas

Xica Margarida

Já há muito tempo que digo que a série "The Walking Dead" é sobre pessoas. Sempre que eu digo que vejo esta série aparece alguém a criticar. Dizem-me: ai e tal aquilo é só sangue e tripas e mortos. Não, o problema é que aquilo é sobre pessoas e há muito tempo que mostra como as pessoas podem ser. Como as pessoas reagem em tempos de extrema necessidade e mesmo como as pessoas podem ser más só porque sim. 

 

E é isto que me fascina nesta série. Já não estamos a falar em mortos vivos (até porque já nenhuma personagem da série morre por causa de um morto vivo!). Estamos a falar em vivos e bem vivos. Veja-se o exemplo do episódio desta semana que, de tão duro, só o consegui digerir hoje (já deu na segunda-feira) e mesmo assim ainda anda aqui às voltas. Nunca me tinha acontecido eu ver um episódio de uma série e ficar assim. Vou tentar explicar: é um episódio que me enervou porque já não vou ter o meu final feliz da Maggie com o bebé e o Glenn. Se tinha que haver ali alguma coisa de bom iria ser o bebé da Maggie com o Glenn e tudo cor de rosa no meio do sangue e das mortes todas. Agora temos sorte se houver bebé da Maggie, porque o Glenn já foi. E, oh pá, logo o Glenn!!!. Quando mataram o ruivo (já não me lembro do nome da personagem) uma gaja ficou triste e tal. Mas matarem assim o Glenn??? Não há direito... Ai só faltava agora darem cabo do meu Darryl...

 

Problema no meio disto tudo: no fim do episódio, e depois de todas as atrocidades que o Negan fez (juntamente com a sua Lucille), fiquei sem saber o que pensar dele. Eu explico melhor: o gajo é um grande sacana (para não dizer outra coisa) mas ainda assim é difícil perceber o que se sente por aquela personagem. Não é do género: dava-te já uma catanada que te tirava os dentes. É que o gajo passa o tempo todo a sorrir. Depois disto tudo e de todas as maldades dele aquilo que me lembro do Negan é do sorriso do gajo (também ajuda o actor ser bonitinho)!

 

Escusado será dizer que aguardo ansiosamente o próximo episódio... Com medo, muito medo!

21.10.16

Coisas que me enervam #3

Xica Margarida

Estava eu na casa de banho a pensar como ia escrever este post e estava perfeito. Agora que me sentei aqui varreu-se-me... Ele há coisas...

Bem, mas as que me enervam. Vamos lá diretamente e sem grandes rodeios, porque as que me enervam enervam mesmo.

 

Em conversa com colega de trabalho digo: olha é preciso arranjar isto. Ele responde: quem é que estragou? Eh pá, o que é que isso interessa?? Saber quem estragou adianta alguma coisa? Vai resolver ou vai voltar a arranjar o que está estragado?  Não vai, pois não. Então é arranjar e pronto. Estas perguntas ajudam alguma coisa? Então siga para bingo e pronto. Detesto coisas desnecessárias. 

 

A mesma situação mas com uma conversa diferente. Pergunto: olha quando é que se passa isto? Resposta: porque é que não perguntaste ontem? Porque é que não viste isso ontem? Eh pá, não vi ontem mas quero ver hoje. Será que posso saber ou não? O que é que interessa não ter perguntado ontem ou saber porque é que não perguntei ontem? 

 

São estas as coisas que me enervam. São perguntas simples que em vez de serem respondidas perde-se tempo com mais perguntas que são desnecessárias. A vida é curta... Siga para a frente sem repressões! Não me chateiem o cortiço!

 

Fui!

Euzinha

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Também estou aqui

O que já lá vai

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D