Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Xica Margarida

26.01.19

Update da dieta: a desgraça, o terror, a tragédia

Xica Margarida

Senhores preparem-se para o incrível, o inimaginável, o quase impossível update da dieta. Está na hora de revelar o quanto já emagreci desde que me propus a perder 20 quilos até completar 40 anos. Antes de revelar é preciso dizer que o metabolismo da pessoa nesta idade já é fraquinho e lento e que tudo acontece mais devagar. 

Assim, devo dizer-vos que emagreci.... 500 gramas!!! Maravilha. Anda uma gaja a fazer um esforço para emagrecer 500 gramas. Vão lá gozar com outro. 

Vá perguntem lá se fiz tudo direitinho. Não, não fiz. Apenas caminhei mais e tentei comer melhor. Mas continuo com uma fome do outro mundo e as batatas fritas chamam por mim como se fossemos as duas a fugir a morte. Pronto, está difícil. Mas vamos lá chegar. Não sei como, mas acredito que vamos lá chegar. Até lá vou só ali sentar-me no sofá a pensar nesta porcaria de update que fiz e esmorecer mais um bocadinho. 

Resultado continuo a pesar 535 mil quilos. E a vestir o 68 ou lá perto. 

 

24.01.19

Oh Instagram, a sério?

Xica Margarida

Quando decidi colocar a Xica Margarida nas redes sociais sabia que o Instagram ia ter sucesso. E, na verdade, tem sido a rede social com mais interactividade. Muito devido aos hashtags e coiso e tal. Mas pronto, lá vai trazendo alguma relevância ao blog e às coisas sem interesse nenhum que aqui escrevo. 

Ainda assim vou tendo algum feedback. E reparei, recentemente, que o Instagram deixou de me presentear com "gostos" para passar a dar-me "curtidas". Senhores, esta coisa do acordo ortográfico já me faz tanta espécie que agora ainda ter que andar para aí a dizer que tive 10 curtidas no meu post é coisa para me fazer atirar a um poço. Será que posso continuar a dizer que tive 10 gostos? Será que ninguém se vai chatear? Será que não me vão chamar avó? 

55AFD8A2-9B36-492D-8419-CF1632A5C0BD.JPEG

 

22.01.19

A rúbrica que morreu antes de nascer

Xica Margarida

Aqui há uns tempos decidi fazer uma rúbrica com os meus trapos. Assim uma coisa estilo: hoje deu-me para isto versão esfarrapada. Mas depois parei para pensar e cheguei à terrível conclusão que essa rúbrica não ia durar mais do que dois dias. Ou seja, ia ser tão pouco interessante que nem valia a pena começar. A não ser para os amantes do vintage. 

A questão é que os meus trapos são velhos, gastos e a precisar de renovação urgente. Isto já para não falar no calçado. Podia efetivamente mostrar caso alguém estivesse interessado em roupa com 50 anos de existência e fora de moda e sapatos gastos mas todos do mesmo género. Sim, porque eu só calço ténis.

Então vou poupar os meus (agora) 5 leitores assíduos a essa provação e vou apenas referir que quando houver novidades neste campo irei mostrá-las. Isto caso alguém esteja interessado em roupa já fora de moda (porque só posso comprar quando já está fora de estação e muito mais barato, ou seja, quando ninguém quer) e de tamanho muito grande.

 

P.S. Se alguma marca me quiser patrocinar eu posso enviar as minhas medidas. Agradecida. 

18.01.19

Os destaques do Sapo vieram até mim

Xica Margarida

Uma pessoa não pode em si de contente. Então eu a achar que escrevia para três pessoas e eis que entro no blogue e vejo que 2601 pessoas visualizaram (não quer dizer que tenham lido, que isso era demais para mim) um post meu!! Atentem bem, 2601visualizações. Nem posso acreditar. E a quem tenho que agradecer? A quem? Aos destaques do Sapo!!! 

A verdade é que quando comecei a receber emails com notificações de comentários naquele post comecei a achar estranho. Geralmente são dois ou três que comentam. Mas pronto, andei entretida na vida e lá continuei. Quando entrei no blogue e vi que tinha sido destaque então percebi o interesse súbito. Mas adorei tanto! Já me sinto famosa...

Portanto, Sapo continua que estás no bom caminho. Eu prometo continuar deste lado a escrevinhar para te agradar. Sei que nem todos os dias são bons, mas vamos por tentativas. Beijinhos bons e aparece sempre.

destaques sapo.png

 

11.01.19

Xixi às escuras é que não

Xica Margarida

Eu sou pessoa que não gosta de fazer xixi às escuras. Pronto, tenho esta mania, mas não gosto. Então sempre que vou a uma casa de banho ligo a luz. Fácil, certo? Seria fácil não fossem aquelas casas de banho onde as luzes são automáticas e mal uma gaja senta o rabo na sanita elas desligam. Depois é ver o povo (quer dizer ainda bem que ninguém vê) a dançar o Lago dos Cisnes sentada na sanita para poder dar à luz. Toda uma energia que dispensava gastar somente para poder expelir líquidos. 

É coisa para irritar a pessoa que acaba por nem fazer xixi nem conseguir ligar a luz. 

09.01.19

Até aos quarenta perco vinte

Xica Margarida

Eu até costumava ser feminina (há quem diga que não) mas depois tornei-me num tronco com cepos em vez de pés, galhos nas mãos e bolas de Berlim em vez de bochechas. Uma estrada cheia de curvas muito acentuadas. Resumindo, peso muito mais do que devia e está na hora de fazer alguma coisa. 

Como já vamos tarde para resoluções de começo de ano resolvi tomar uma decisão: até aos meus 40 anos vou perder 20 quilos. Tenho um ano e uns meses. É bastante plausível isto acontecer se eu deixar de ser lontra e começar a comer em condições. E o que já fiz para isto mudar? Perguntam vocês entusiasmados. Na realidade fiz pouco a não ser comer menos, melhor e caminhar. Mas a lontrice instalada no meu corpo tem dificultado este processo. Por isso, resolvi criar este desafio e partilhá-lo com as três pessoas que me acompanham no blogue.

Começa então hoje a nova etapa. Tudo pronto?

No Instagram vou tentar colocar todos os dias uma foto do meu esforço hérculeo em me tornar uma pessoa mais fit (até porque está na moda e eu acho que está na altura de eu fazer alguma coisa que seja fashion) usando o hashtag #ateaosquarentapercovinte. (Só pelo uso do hashtag já mereço um prémio!). 

Abaixo a primeira foto do esforço em comer melhor: panquecas de aveia para pequeno almoço. 

IMG_0163.jpg

 

 

08.01.19

Entrevistas de emprego - O Cúmulo

Xica Margarida

Eu sei que o tema é recorrente mas as histórias são fenomenais de mais para ficarem guardadas. 

Numa das vezes que fiz recrutamento, procurava uma pessoa para trabalhar na loja nas imediações do Aeroporto do Porto. A ideia era recrutar alguém da Maia para que as deslocações fossem mínimas. Então, como era meu hábito comecei a ligar a candidatos que tinham enviado CV por email, só para termos uma pequena conversa prévia. 

Liguei a dois ou três e eis que apanho o Cúmulo! O Cúmulo é aquele gajo que vive na Maia (como era pretendido porque fica muito perto do Aeroporto do Porto e da loja para onde eu recrutava) e que me diz: ah e tal mas isso fica muito longe. E eu respondo: mas então não vive na Maia? E ele: sim, mas vou ter que perder cinco minutos para chegar à loja. A troca de conversa continua e a certa altura eu penso assim: então a pessoa manda CV para candidatura, vive nas imediações do local de trabalho a que se candidata e agora diz que vai demorar cinco minutos a chegar e não tem tempo... Comecei a endurecer o meu discurso porque a paciência já não era muita. Parecia que eu o estava a convencer a vir à entrevista. Até que o Cúmulo me diz assim: não estou a gostar do seu tom de voz. Meninos, subiu-se-me uma coisa por mim acima... tive que lhe perguntar diretamente: quer vir à entrevista ou não. E o Cúmulo responde: não. E a seguir ainda me desliga o telefone na cara. Bonito, certo?

Depois disto eu não sabia bem o que dizer ou fazer e acho que uma pessoa demora algum tempo a recompor-se de uma situação destas. Claramente o Cúmulo não queria vir trabalhar. O Cúmulo enviou um email com a candidatura por foi obrigado pelo Centro de Emprego. Mas bastava ao Cúmulo ter-me dito isso e pronto. Ficava a questão resolvida. De certa forma ficou, mas eu tive que perder a paciência que é coisa que eu não gosto. 

 

Euzinha

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Também estou aqui

O que já lá vai

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D