Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Xica Margarida

25.10.19

O mercado de sábado de manhã

Xica Margarida

mercado ao sabado.JPG

Ir ao mercado ao sábado de manhã tornou-se um hábito. A metodologia implica muitos sacos e uma manhã inteira passada entre legumes, fruta e peixe. No final o resultado é quase sempre um mix de cores e sabores sempre muito bons.

Fruta e legumes do campo. Ovos das galinhas criadas à moda antiga e peixe do mar mesmo. Não há cá peixe de viveiro.

O início é sempre na banca do peixe onde se encomendam os peixes que servem para várias refeições ao longo da semana.

Depois seguimos para os legumos onde encontramos o Sr. Silvino sempre de bloco na mão e pronto a somar as parcelas de preços que a esposa vai debitando quase sem olhar para a balança. Leve mais um e faz 1€, diz ela. E claro, nós lá trazemos. As contas são quase sempre feitas assim. Ela é que sabe os preços todos. Ele aponta e faz a conta no fim. Os legumes são da horta deles. 

Não há courgete? Não, elas agora deixam de dar. E quando não há na terra deles nós não temos. Ali só o que a terra dá e quando ela quer dar. Deixamos os sacos cheios na banca do Sr. Silvino e da esposa e vamos para a fruta.

Naquela banca não que foi onde nos venderam o mau melão. Vamos à miúda que está sempre sozinha e com um sorriso nos lábios. A rapariga deve ter cerca de 18 a 20 anos. Sempre sozinha na banca. Mas sempre a sorrir. Diz: estas laranjas são boas, já provei. Já repararam no novo mural que temos no mercado? Ela vende a fruta mas acorda-nos para a vida. Já sabe que não queremos sacos plásticos e adora que assim seja.

Depois vamos aos tomates pequeninos. Leve mais um por não querer saco, dizem elas. As cores são fantásticas e a ligação de poucos minutos com cada vendedor é especial. Estamos lá todas as semanas e eles também. Levamos o que eles têm e com isso fazemos muitas maravilhas em casa. O sabor é diferente. Sabe-se logo que veio mesmo da terra e não de uma qualquer estufa.  

O passeio de sábado de manhã dá anos de vida e dá uma sopa deliciosa. 

1 comentário

Comentar post

Euzinha

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Também estou aqui

O que já lá vai

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub