Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Xica Margarida

11.05.21

Os 21 dias de yoga

Xica Margarida

Como é altura de mudar resolvi implementar novos hábitos de vida. Assim, aceitei o desafio das colegas de trabalho e avancei para os 21 dias de yoga. Coisa que nunca tinha feito na vida e que me fazia confusão por causa dos paleios delas de paz e amor. Mas comecei a fazer e nao é que até gosto da coisa. Acontece que comecei a fazer, mas só fiz 3 dias. Eu no meu melhor. Começo cheia de força e depois ardeu.

Ajuda muito também o facto de pesar 345 quilos de plena gordura e ainda algumas gramas de peles caídas e aquele ser o único exercício que consigo fazer. Quer dizer conseguir fazer mais ou menos, vou tentando. Mas como é mais calmo dá-me a segurnaça de que não fico toda podre no dia seguinte e posso continuar. Embora amanhã acho que vou experimentar a Laura e o Bernardo a fazer exercícios de dança. 

Então e o que é que já descobri: que sou mais flexível do lado direito do meu corpo. Que há posturas (sim, as poses que lá se fazem chamam-se posturas) que não consigo fazer de todo (ainda!). Parece que temos que ser elásticas para fazer. Mas também só fiz três dias. Será que no fim dos 21 dias conseguiria fazer mais coisas. Devia ter continuado para saber. 

Descobri (ainda que só com três dias) que o yoga é bom para relaxar e desacelerar. Fiz ao fim do dia, o que não é mau de todo para conseguir descontrair. Mas a minha cena é mais de manhã. Por isso vou tentar fazer tudo de manhã. Isto porque aquilo dá-me mais energia. Depois de fazer os exercícios e respirar e amar-me (como a Pri Leite diz - sim é este o nome dela) fico com mais energia. 

Vamos esperar para ver o que acontece nos próximos dias. Depois contarei como sucedeu. Abaixo mostro-vos a Pri Leite. Aproveitem. Dicas destas não aparecem todos os dias.

Pri Leite.PNG

 

25.11.19

O mix do ginásio e do telemóvel

Xica Margarida

iphone-410316_960_720.jpg

Eu tento andar no ginásio, a sério que tento. 

Agora percebi que a nova moda é ir para o ginásio com o telemóvel na mão. Ou seja, andar lá pelo ginásio de telemóvel. Confesso que achei tudo muito estranho. Depois percebi que os professores fazem treinos para nós acompanharmos numa aplicação. E essa aplicação manda-nos e explica-nos como fazer os exercícios. Ainda fiz isso duas vezes mas confesso que não é a minha cena.

Então uma gaja leva a toalha, a água, o seu peso em banhas e ainda tem que andar a transportar o telemóvel. Quando entro para uma máquina onde pouso isto tudo? Há máquinas que têm suporte para a garrafa de água e até já há passadeiras com suporte para o telemóvel. Mas, minhas pessoas queridas. Eu sou antiga. Não sou pessoa moderna. Não gosto de andar com o telemóvel colado à testa constantemente.

Resultado: deixei de fazer os treinos. Tenho ido poucas vezes ao ginásio. Desculpas para não ir é o que é. Também é verdade. Mas não me habituo a essa coisa de andar com o telemóvel atrás no ginásio. 

31.10.19

O desuso da pulseira do exercício

Xica Margarida

pulseira de exercicio.JPG

Sim, comprei uma pulseira para medir o exercício entre outras coisas. A coisa veio dos chineses mas funciona. Mas não funciona tanto como deveria. A culpa não é do objeto. É minha! Eu tenho-a e não a uso. 

Desde que me propus a perder 20 quilos até aos meus 40 que pensei em investir em várias coisas deste género. No entanto, este investimento (muito baixo, diga-se) ainda não teve retorno. Continua a dar pouco uso a este tipo de coisas que tem a ver com desporto. 

Ah e sim, também me inscrevi no ginásio. Mas também lhe dou pouco uso.

Será que vou conseguir mudar este estado de coisas? Afinal de contas já tenho menos de um ano para o meu objetivo. 

09.03.19

Eu caminho e penso, penso, penso...E vocês?

Xica Margarida

walking-1868652__340.jpg

No outro dia enquanto caminhava pensei: isto dava um bom post. Vou fazer um relato de como me preparo, do processo da caminhada e do fim. Para perceberem como isto funciona para mim. Depois quero saber como é com vocês. Seja em caminhada ou em corrida. 

Geralmente caminho de manhã. Quando vou sozinha é que os meus pensamentos são estranhos. Se não atentem.

Saio do carro e marco o relógio, abro a aplicação da Nike Run (mas só caminho, não se enganem que pequena lontra com trezentos quilos não consegue correr ainda), e lá vou eu: 

- Ai isto hoje vai ser fixe. Cinco quilómetros no mínimo.

- Eh pá, mas cinco quilómetros é muito e tenho coisas a fazer e vai demorar.

- Não vai nada demorar. Vais fazer pelo menos os cinco quilómetros ou então uma hora.

- Mas estou cansada hoje. Se calhar abrevio isto.

- Não abrevio nada, é andar e pronto. Vou pensar noutra coisa.

- Eh pá, mas isto custa. Mas depois vou gostar. 

- É isso continua.

- A senhora da Nike nunca mais fala. A cabra deve estar a castigar-me. De carteza que já passou um quilómetro. Pelo menos.

- Vou ver e só passaram 500 metros. É impossível. A gaja não sabe o que diz. 

- Isto hoje vai ser complicado. 

- Se calhar paro já aqui. Já andei um bocadinho.

- Que estúpida. Isto assim mais vale nem vires. 

- Vou continuar. 

- Mas já estou cansada. Doem-me as pernas, os pés, as costas, as ancas, tudo. Na próxima volta paro.

- Ai olha, já fez um quilómetro. Agora é fácil. 

- Não é nada. É uma merda. Ai no que me vim meter.

- Mas os pássaros e a natureza são tão giros.

- Quero lá saber disto. Quero o meu sofá.

- Mas vai saber bem quando terminar. Vá, agora até vou mais depressa. 

- Ai que não posso. Agora é que acabei com tudo. 

E é isto durante o tempo todo em que lá ando. Às vezes consigo o que quero outras vezes não. Mas, regra geral saio de lá contente. Vale sempre a pena caminhar, mas é sempre com muito custo. Quando vou com o meu irmão é muito mais fácil. Vamos sempre na conversa. 

Agora coloquei música no telemóvel e a senhora da Nike (a quem chamo nomes muitas vezes porque não fala mais vezes) fala mas também ouço música. E isso ajuda muito. E claro, tenho que estabelecer metas senão saio de lá na primeira volta. 

Como é com vocês? Também têm estes pensamentos tolos. Ou aquilo é canja. 

Foto retirada do site pixabay.com

 

Euzinha

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Também estou aqui

A loucura dos comentários

O que já lá vai

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub