Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Xica Margarida

24.12.18

Não enganem os vossos filhos que eles um dia descobrem

Xica Margarida

pai-natal.jpg

Imagem retirada aleatoriamente do Google. Não sei a quem pertence. Acusem-se.

 

Vamos lá falar de coisas sérias: a existência do Pai Natal. Eu proponho deixarmos de enganar as crianças e dizer logo de uma vez que não há nenhum velhinho que entre em casa e que deixe lá as prendas. Não há necessidade de escrever cartinhas, nem deixar leite nem bolachas porque o velho gordo é apenas e só alguém da família que se vestiu de vermelho e meteu umas barbas brancas.

Meus senhores, as crianças são muito inteligentes. Mais inteligentes que muitos adultos. Não vale a pena andarmos com isto. Até mesmo para as protegermos. Imaginem o seguinte cenário: a vossa criancinha no infantário. Ao lado um puto a quem os pais não enganam. Esse puto conta toda a verdade à vossa criatura. Imaginem o desgosto do pequeno petiz que vocês tanto acarinham. As lágrimas a correrem-lhe pelas faces. O sentimento de traição: os meus próprios pais mentem-me a vida toda. Eu acho que não vale a pena arriscar. 

Assim, proponho dizer logo aos pequenos rebentos que a história do Pai Natal é muito bonita e tal mas quem traz as prendas somos nós. Eles têm que agradar é a família e não um velho gordo que só existe nos hipermercados e onde todos correm para tirar fotos com ele. 

Peço desculpa se alguém desse lado ainda acreditava que o Pai Natal existia mesmo. Agora vão ter com os vossos pais e perguntem-lhes porquê. Sim, porque é que não vos prepararam para as agruras da vida logo cedinho. 

07.12.18

O brilho fora de casa

Xica Margarida

O Natal está a chegar e os enfeites já cá estão há muito tempo. Lojas começaram a decorar as montras com motivos de Natal desde Outubro, mas pronto aguenta-se. Este meu post tem a ver com o facto de as pessoas decorarem as suas casas, ou melhor, as suas janelas e portas com enfeites de Natal por motivos que não o Natal. Eu explico: às três pessoas que passam por cá para ver as novidades a questão é simples. O povo quer é que quem está na rua, os outros, possam ver os seus motivos de Natal. Cada um tem que ser mais fantástico que o outro. 

Em tempos tentei colocar a árvore de Natal lá do local de trabalho num sítio que não na janela. Todos me disseram: ah aí não porque não se vê lá de fora. Então mas o objetivo qual é? É parecer bem e que as pessoas na rua vejam que temos uma boa iluminação de Natal. Vai daí é preciso colocar luzes em todas as janelas e portas para que o povo veja que esta é uma casa onde o Natal mora. 

Pois bem meus doces, aqui a menina não decora portas nem janelas e está a borrifar-se se fica bem ou mal para os outros. A minha forma de lembrar o Natal cá em casa é como podem ver na imagem. Ah e tal é parvinho. Pois é a minha forma. E já vai com sorte porque até bem podia não ser nada. Ainda ontem me tentaram impingir uma coroa para por na porta (do lado de fora, para os outros verem, claro) mas não tiveram sorte. Não vou nessa!

9B897BA6-3CFD-4C6E-9420-69B75EC77D1D.JPEG

 

 

Euzinha

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Também estou aqui

A loucura dos comentários

O que já lá vai

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D